Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

Aumentam investimentos diz FIRJAN http://youtu.be/x4Z1oSnCFL8 @Reinaldo_Cruz @Dribles_ @cnn_br @Qb_7

Entre as dez capitais que elevaram no ano passado a fatia da receita destinada a despesas com obras, oito são cidades em que o atual prefeito pode concorrer à reeleição em 2012, mostram dados do Tesouro Nacional levantados pela Folha e pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro).

As maiores altas ocorreram no Rio de Janeiro, comandada por Eduardo Paes (PMDB), e em Curitiba, cujo prefeito é Luciano Ducci (PSB) --dois pré-candidatos à reeleição. Em Curitiba, a fatia da receita destinada a investimentos quase dobrou no ano passado, após fortes quedas nos dois anos anteriores.

Fonte: Folha de S. Paulo




Comentários

Questão