Mortes por coronavírus em São Paulo caem e chegam ao índice mais baixo desde Maio

Nesta sexta-feira, 25 de setembro, mais uma vez, o estado de São Paulo registrou queda no número de mortes que, agora, está no menor índice desde maio. Na comparação com a semana passada, os óbitos caíram no estado. Por conta da situação controlada, o governador João Dória anunciou que o hospital de campanha do Ibirapuera vai fechar já na próxima semana, no dia 30 de setembro. 
Nas últimas 24 horas, foram 31.911 novos casos de coronavírus e 729 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 4.689.613 infectados, 140.537 óbitos e 4.040.949 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 27.776 casos e de 678 mortes.
Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

A comunidade do SPL convida para a decisão Copa Flávio's dia 24/07 @Reinaldo_Cruz @Blogdozurc @criticaeopiniao @BUG_SPL

A Polícia Federal começou a investigar a série de ataques de hackers a sites do governo nos últimos dias. Após o ataque aos sites da Presidência, do Senado, da Receita Federal e da Petrobras, os hackers derrubaram na madrugada desta sexta-feira a página na internet do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que segue fora do ar. O próprio site da Petrobras esteve entre os alvos do grupo. Um suposto ataque de hackers tirou o site do ar na tarde desta quarta-feira. A queda foi reivindicada pelo grupo chamado LulzSecBrazil no Twitter, com mensagens como "Acorda Brasil! Nao queremos mais comprar combustivel a R$2.75 a R$2.98 e expotar a menos da metade do preco! ACORDA DILMA!". Segundo informações da Polícia Federal, as investigações já estão em curso. O site do Ministério da Cultura também apresentou instabilidade na manhã de hoje, em decorrência da sobrecarga de acessos por um único usuário. A equipe de infraestrutura do ministério trabalha com a possibilidade de que o site tenha sido alvo de hackers, mas não confirma o caso como um novo ataque. Após detectar e neutralizar a ameaça, o site voltou a funcionar normalmente. No ataque ao site do IBGE, os hackers deixaram uma mensagem em que se denominam como um grupo nacionalista, "que deseja fazer do Brasil um país melhor". O Fail Shell, nome do grupo que derrubou o site do IBGE, promete ainda realizar neste mês o maior ataque a sites do governo da história. Fonte: Folha.com.br

Comentários