Relatório do governo lista jornalistas e influenciadores que apoiam ou criticam Bolsonaro

O primeiro grupo é o mais numeroso, com 51 nomes. Os "favoráveis" da lista são 23. E os "neutros informativos", oito. A conta fecha em 82, e não 78, porque há um nome repetido num mesmo campo. Outros três nomes estão repetidos em dois campos. Do total, 44 são jornalistas. Cada nome é acompanhado de um comentário sobre o que a pessoa tem escrito nas redes sociais a respeito do governo e em especial de Paulo Guedes. Em oito casos, há o telefone celular do jornalista. Uma empresa de comunicação contratada pelo governo federal orienta como o órgão deveria lidar com um grupo de 81 jornalistas e "outros formadores de opinião" considerados influenciadores em redes sociais. A medida a ser tomada varia: "o monitoramento preventivo das publicações da influenciadora", o "envio de esclarecimentos para eventuais equívocos que ele publicar" ou mesmo "propor parceria para divulgar ações da Pasta". -------------------------

Reinaldo

Arena multiuso na Serrinha @Questao_Brasil @Reinaldo_Cruz @Radio_Versatil @assuntodegoias @bug_spl http://t.co/0w9ZJDr

A goleada do Goiás sobre o Vitória-BA, na última sexta-feira, ainda repercute na Serrinha. O resultado trouxe novo ânimo à equipe que se prepara para o duelo desta terça-feira, às 21h (de Brasília), contra o Americana, no estádio Décio Vita, em partida válida pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O clima de euforia tomou conta do elenco esmeraldino e o experiente volante Marcinho Guerreiro pediu pés no chão aos novos companheiros. O jogador lembrou que o Goiás não pode tirar o foco do objetivo principal que é o retorno à elite do futebol brasileiro, porém, primeiro a equipe precisa sair da incomoda 14ª posição.

Comentários

Questão