O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

A mágica das obras 'anti-crise' e os riscos para o teto de gastos

Como fazer obras, reforçar o Bolsa Família e dar mais dinheiro para Ministério da Defesa sem comprometer o teto de gastos? Essa é a pergunta complicada que o ministro da Economia, Paulo Guedes, terá que responder.
Veja as medidas do governo para minimizar os efeitos da crise do ...
Hoje, o governo tem limitações para assumir novas despesas e, por isso, já cogita, inclusive, tirar recursos de Educação e Saúde no Orçamento de 2021, que deve ser apresentado ao Congresso no final de agosto. A União ainda precisa lidar com um aumento expressivo da dívida pública, que tem efeito negativo de longo prazo para a economia, em decorrência das despesas necessárias para enfrentar a pandemia, como o auxílio emergencial.
No Ao Ponto desta quarta-feira, o repórter Manoel Ventura, da sucursal de Brasília, e o economista Marcos Mendes, pesquisador associado do Insper e um dos formuladores do teto de gastos públicos, explicam o que está em jogo e quais são os riscos associados a esse conjunto de ações, consideradas decisivas pelo Planalto para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

Comentários

Questão