Mortes por coronavírus em São Paulo caem e chegam ao índice mais baixo desde Maio

Nesta sexta-feira, 25 de setembro, mais uma vez, o estado de São Paulo registrou queda no número de mortes que, agora, está no menor índice desde maio. Na comparação com a semana passada, os óbitos caíram no estado. Por conta da situação controlada, o governador João Dória anunciou que o hospital de campanha do Ibirapuera vai fechar já na próxima semana, no dia 30 de setembro. 
Nas últimas 24 horas, foram 31.911 novos casos de coronavírus e 729 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 4.689.613 infectados, 140.537 óbitos e 4.040.949 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 27.776 casos e de 678 mortes.
Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

O que 'sinal de OK' retratado como racista nas redes revela sobre a 'cultura de cancelamento'



"Um homem desconhecido, com um celular e uma conta de Twitter, virou minha vida de cabeça pra baixo", conta Emmanuel Cafferty, de 47 anos, "cancelado" no início de junho. 

O cancelamento é mais do que a trollagem típica de internet, eventualmente com insultos coordenados, frequente em disputas de opinião entre usuários das redes. É um ataque à reputação que ameaça o emprego e os meios de subsistência atuais e futuros do cancelado. 

Extremamente frequente nos Estados Unidos, ele hoje também abate anônimos. Entenda com a repórter Mariana Sanches, nossa correspondente em Washington.

Comentários