O Face, o TSE e o fim de Bolsonaro?

Se é uma decisão do Congresso tirar o presidente da República é o respaldo popular que garante que haverá ou não pressão junto aos parlamentares para que isso seja enfim colocado em apreciação. A palavra final é de Rodrigo Maia que não parece seguro em dar andamento em nenhum dos quase 40 pedidos apresentados. Por outro lado, o que fez o Facebook vai de encontro ao que o STF já tinha feito, desmontar uma suposta rede de fakenews criada a partir de um gabinete do ódio liderado pelos filhos do Presidente. Deste ângulo não há dúvidas que enfraquece ainda mais o já frágil discurso bolsonarista. A direita no Brasil tanto fez para tirar a esquerda do poder e tomar conta de tudo que diz respeito a nação, o viés patriota e combate a corrupção serviram de chamariz para abocanhar o quinhão de poder, mas a impressão ou a percepção dos brasileiros é que a eleição de Jair Bolsonaro foi um ponto fora da curva, tanto Jair quanto o seu entorno usam de práticas tão nocivas ao estado democrático de direi…

Câmara instala comissão para discutir novo marco regulatório do saneamento

A Câmara dos Deputados instalou nesta 4ª feira (21.ago.2019) uma comissão especial para analisar o marco regulatório do saneamento.
Imagem relacionada
O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que instalou uma comissão porque o governo do presidente Jair Bolsonaro enviou 1 novo projeto sobre o tema. “Apesar de considerar que o que tem de principal nessa matéria a maioria dos parlamentares já tem posição formada, mas [a análise na comissão] vai dar mais legitimidade [para a tramitação do projeto]“, disse.

O demista diz esperar que o novo marco regulatório dê “maior capacidade para o capital privado” investir na área. “O capital externo ou privado, sob meu ponto de vista, não apenas nessa área, é muito importante, porque sabemos que os municípios têm cada vez menos capacidade de fazer investimentos”, disse.

O Senado já aprovou 1 projeto sobre o tema em junho. Este texto também será analisado pela comissão especial formada pelos deputados.

Comentários