O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Jornalista da ESPN expõe tuiteiro que o xingou e este é demitido

Agora fica a questão, que empresa é essa que demite alguém por causa de um tweet de opinião sobre futebol fora do horário de trabalho? Imaginamos que o desligamento só ocorreu porque ela já deveria estar querendo demitir o funcionário por algum outro motivo e utilizou o episódio apenas para embasar  a atitude.

Imagem
O torcedor do Flamengo foi demitido depois de não concordar e xingar Mauro Cezar Pereira, comentarista da ESPN, nas redes sociais. Reginaldo Guilarducci trabalhava na ArcelorMittal, empresa que produz aço e tem fábrica no interior do estado de Minas Gerais. 
A encrenca aconteceu via Twitter, onde aliás se tornou um dos assuntos mais comentados no Top Trend mundial. E se todo jogador que for chamado de 'banana' pelo comentarista o processar ou pedir sua cabeça na ESPN... 

Será uma atitude correta ou vão achar que eles estarão cerceando o direito de expressão do jornalista? 

Jornalista da ESPN expõe tuiteiro que o xingou e este é demitido

Comentários

Questão