Juliette não esperava repercussão mas se divertiu com o pedido de tradução do Pokemón da Nintendo

Juliette colocou um ponto final no mistério e divulgou em Live no Instagram nesta quinta-feira (3) as datas e as cidades que devem receber os primeiros cinco shows de sua turnê, 'Caminhos' . As cidades escolhidas são do Nordeste e Sudeste do país, e já acontecem ainda neste de março. O local escolhido para o primeiro show, aquele que marca a estréia dela nos palcos acontece na cidade em que reside, o Rio de Janeiro, no dia 26 deste mês. João Pessoa, capital do estado natal de Juliette, Paraíba, também faz parte da rota da turnê no início de abril. Vitória, no Espírito Santo, e Recife, também terão shows da cantora. Muito se perguntou nas redes sociais após a divulgação sobre Campina Grande, apesar de Juliette não ter falado sobre isso, acreditamos que a Pitica deve estar reservando a cidade e o Parque do Povo para realizar o sonho de cantar no maior São João do mundo em Junho. Nas redes sociais, a paraibana celebrou o novo desafio, e convidou os fãs a conhecerem este “novo cami

Reinaldo

NBA cresce e vive maior esplendor econômico de sua história

A NBA vive o maior esplendor econômico de sua história. Números divulgados pela revista Forbes no final da semana passada mostraram que, além de ver as franquias triplicarem de valor nos últimos cinco anos, a liga vem tendo índices de audiência cada vez maiores, o que vem atraindo cada vez mais fãs e, é claro, marcas que querem estar ligadas de alguma forma ao melhor basquete do mundo.








A temporada 2017/2018 da NBA alcançou o ápice da audiência nos Estados Unidos. As três emissoras que transmitem a liga tiveram crescimento no número de telespectadores. O maior aumento foi na ABC (17%), mas TNT (13%) e ESPN (4%) também têm muito o que comemorar.
Resultado de imagem para nba rica
O número de pessoas que não quis assistir em casa e foi até os ginásios também não para de crescer. Houve aumento na quantidade de ingressos vendidos pelo quarto ano consecutivo, chegando a 22 milhões de espectadores presenciais nos jogos da liga, uma média de 18 mil pessoas por partida. Para se ter uma ideia, 95% do total de ingressos colocados à venda foram comercializados.
Um dos fatores que mais ajuda no aumento de audiência e de ingressos vendidos é que a NBA possui o público mais jovem entre as quatro grandes ligas americanas (NBA, NFL, MLB e NHL). Enquanto a idade média dos torcedores das outras três ultrapassa com folga os 50 anos, a da NBA caiu para 42 anos. O fato de atrair fãs mais jovens ainda faz com que a liga de basquete atraia também novos patrocinadores, cada vez mais interessados em conquistar esse tipo de público.
Some-se a tudo isso o contrato de direitos de transmissão de US$ 24 bilhões assinado em 2016 com validade até 2025 e ainda o acordo com a Nike em 2017, quando a fabricante americana substituiu a Adidas nos uniformes e começou a injetar US$ 125 milhões anuais na liga.









Assim, segundo a Forbes, comprar uma equipe da NBA em 2019 é três vezes mais caro do que há cinco anos, o que comprova que o valor de mercado das franquias não para de crescer.
O líder nesse quesito é o New York Knicks, cujo valor é estimado em US$ 4 bilhões. Para se ter uma ideia do tamanho desse número, o Knicks está empatado em segundo lugar com o New York Yankees, da MLB, no ranking das equipes esportivas mais valiosas dos Estados Unidos. À frente está apenas o Dallas Cowboys, da NFL.
O Top 3 da NBA é completado por Los Angeles Lakers e Golden State Warriors, que ultrapassaram os US$ 3,5 bilhões. A franquia que mais aumentou o valor de mercado na temporada passada foi o Philadelphia 76ers, que chegou a US$ 1,65 bilhão, enquanto a menos valiosa é o Memphis Grizzlies, que está valendo algo em torno de US$ 1,2 bilhão.

NBA cresce e vive maior esplendor econômico de sua história

Comentários

Questão