Alvo de quebra de sigilo no caso Flávio Bolsonaro é assessor do vice Mourão

Para Aécio, delação valia contra Dilma, em 2014, mas não contra ele, agora


O tucano disse que acusações em delações não devem valer e que há “mentiras e omissões” na delação do empresário da JBS, Joesley Batista. Em 2014, entretanto, defendia derrubar a eleição de Dilma Rousseff (PT) com base na delação do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Comentários