Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

No Facebook Bolsonaro comenta o caso de ex-assessor com R$ 1,2 mi sob suspeita: ‘dói no coração’

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) voltou a comentar nesta quarta-feira, 12, o caso de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro que teve R$ 1,2 milhão de reais em transações financeiras apontadas como suspeitas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). No fim de uma transmissão ao vivo em seu perfil no Facebook, Bolsonaro declarou que o “problema” “dói no coração”, mas que cabe a Queiroz dar explicações à Justiça, a partir da próxima semana. “Se algo estiver errado, que seja comigo, com meu filho ou com Queiroz, que paguemos a conta deste erro, que não podemos comungar com erro de ninguém”, declarou o presidente eleito.
via Bolsonaro: saso de ex-assessor com R$ 1,2 mi sob suspeita ‘dói no coração’ — VEJA.com

Comentários

Questão