O senador Romário é suspeito de ocultar patrimônio e usar laranjas para escapar das dívidas milionárias

O pagamento de pensões era um grande problema para o senador em seus tempos de fama como jogador, mas hoje em dia isso não deveria ser algo que o incomodasse, pois os filhos estão todos criados e talvez uma ou duas filhas ainda dependam do pai.
O ídolo dos gramados sempre teve sucesso, fez fama e dinheiro. Com o fim da carreira, Romário entrou para política, primeiro se elegeu deputado federal e depois conquistou uma cadeira no Senado da República. A política no Brasil é cercada de desconfianças e os políticos quase na sua totalidade são suspeitos de um tudo.



Leia abaixo a matéria de O Globo e entenda o imbróglio:

Do Jornal O Globo

Marco Grillo e Thiago Prado



Acusado em processos judiciais de transferir bens a terceiros para não pagar dívidas com credores, o senador Romário (Pode-RJ) passou a colocar o próprio advogado como dono de parte do seu patrimônio. Luiz Sérgio de Vasconcelos Júnior, que entre 2017 e 2019 foi funcionário comissionado no Senado, foi autorizado, por meio de documentos…

Milan é multado em R$ 52 milhões e pode ser suspenso de torneios europeus

O Milan foi multado nesta sexta-feira, 14, em 12 milhões de euros (cerca de 52,8 milhões de reais) pela Uefa e poderá ser suspenso por dois anos das competições continentais por quebrar as regras de fair play financeiro. A decisão veio um dia depois dos italianos caírem na fase de grupos da Liga Europa para o Olympiacos, da Grécia, em derrota por 3 a 1. A Uefa afirmou que, se o clube italiano não conseguir colocar em ordem as suas contas relacionadas ao futebol até junho de 2021, será banido, também, das próximas competições europeias nas temporadas 2022/2023 ou 2023/2024. A multa é uma das maiores impostas pela Uefa desde a adoção das regras de fair play financeiro em 2014. Manchester City e Paris Saint-Germain já tiveram 20 milhões de euros (88 milhões de reais) retidos de premiações da Liga dos Campeões.
via Milan é multado em R$ 52 milhões e pode ser suspenso de torneios europeus — VEJA.com

Comentários