sábado, 10 de novembro de 2018

Decisão de Bolsonaro beneficia corruptos? Envolvidos na operação Registro Espúrio comemoram o fim do Ministério do Trabalho

Resultado de imagem para Fim do MTE e a operação Registro Espúrio

     Michel Temer pode ser Embaixador do Brasil na Itália? Pode. Logo ele que tem respostas a dar nos processos em que é investigado e deveriam ser julgados assim que ele deixar o governo.
     Não são apenas as empresas listadas na conhecida lista suja, aquelas que utilizam de trabalho análogo a escravidão, que estão comemorando a decisão do Presidente eleito de por fim na história de 88 anos do Ministério do Trabalho, o PTB de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil, Jovair Arantes e outros 23 envolvidos na Operação Registro Espúrio também devem estar festejando de forma efusiva a extinção da pasta que tem atribuições que vão além de cuidar da emissão de carteiras profissionais. O fim do MTE além de criar dificuldades na apuração das irregularidades cometidas pelos integrantes do partido na pasta, também colabora para esfriar o interesse da mídia sobre essas ilicitudes ocorridas dentro de um ministério que sequer vai existir à partir da posse de Jair Messias Bolsonaro em Janeiro de 2019. 
     As decisões do eleito e sua equipe de transição estão sim agradando a alguém, e pelo visto os atores que deveriam ser os combatidos pelo Governo estão entre os principais, talvez únicos, beneficiados por elas.

Arquivo do blog

Seguidores