Fórmula 1 ou Fórmula Mercedes? Hamilton vence GP da Estíria e fica a seis vitórias de igualar Schumacher

Vivemos uma época em que a velocidade das informações são tão rápidas e avassaladoras quanto uma tomada de tempo para a largada de um Grande Prêmio. Muitos jovens nem se lembram da grandeza de lendas que passaram pelo paddock e escreveram nas pistas seus nomes na história do automobilismo mundial. Falar de Juan Manuel Fangio, Emerson Fittipaldi, Niki Lauda, Alan Prost ou Nelson Piquet então, seria para muita gente algo de outro mundo. Ayrton Senna ocupa um lugar especial no coração dos aficionados por Fórmula 1, mas em termos de números é Michael Schumacher o maior de todos, seguido bem de perto pelo britânico Lewis Hamilton. É a frieza dos números, e dizem por ai que eles não mentem jamais, que pode colocar o atual piloto da Mercedes no topo da lista dos melhores de todos os tempos. O ano de 2020 é atípico, pode atrasar a quebra dos recordes de Shumi, mas não há dúvidas que Hamilton vai pulverizar todas as marcas da F1 nos próximos dois anos. Com a Mercedes absoluta nas pistas, Lewis Ha…

Denuncia contra Marconi Perillo no JN e Veja revelando propina para Aécio! A Mídia retirou a blindagem dos Tucanos?

Ontem teve denuncia do MP contra Marconi Perillo, Fernando Cavendish e Cachoeira. Foi notícia em toda imprensa nacional nesta Sexta Feira, mas não foi assunto que merecesse as manchetes para os jornalistas goianos.

A notícia sobre Aécio Neves de que teria recebido R$ 70 milhões e não R$ 50 milhões como teriam sido revelados anteriormente, ainda vai estourar nas redes sociais depois que a Veja publicar sua edição deste final de semana. Em trecho da matéria, a revista diz "foram repassados ao senador depois que a Odebrecht venceu o leilão para a construção da hidrelétrica de Santo Antônio, em dezembro de 2007. A afirmação, que já veio a público, foi feita pelo ex-presidente da construtora Marcelo Odebrecht em depoimento ao TSE, na ação que julga a chapa Dilma-Temer. Além da Odebrecht, fizeram parte do consórcio vencedor da obra fundos de investimento, a Cemig e Furnas. Em sua delação, antecipada pelo jornal Folha de S.Paulo no mês passado e confirmada por VEJA, Marcelo Odebrecht declarou que decidiu repassar os 50 milhões ao tucano porque queria ter uma boa relação com as duas sócias da usina sobre as quais Aécio tinha influência — a Cemig, estatal mineira que na época era controlada pelo tucano, e Furnas."
Enquanto Marconi Perillo vai vendo seu projeto nacional fazer água, a mídia goiana prefere elogiar o "programa de investimento" para terminar obras que vem sendo paralisadas pelo próprio governo a quase 20 anos. Os patrões das empresas de comunicação em Goiás tem muito a comemorar, já que ninguém vai se importar de ver as obras começar e parar de novo, isso se as peças publicitárias do Governo estiverem retratando fielmente um Goiás de Faz de Contas.

Enquanto por aqui todos aguardam o "show de propaganda" institucional do Governo Marconi, aquela que tem o intuito de transformar o inferno em paraíso, o castelo de areia de Aécio Neves vai aos poucos se desmanchando, os caciques do PSDB vão aos poucos se curvando ao populismo de João Doria, que não tem feito nada de extraordinário em São Paulo, mas tem feito ações que atraem a mídia, expondo os atributos positivos de sua gestão, sem ser eminência parda do dos velhos lideres e muito menos ter a sua gestão enlameada por denúncias de corrupção e improbidade.
 
 Fonte: Odebrecht depositou propina para Aécio em NY, diz delator | VEJA.com

Comentários