Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Procuradoria pede reforço da PF após ameaças a investigadores do caso Garotinho – Eu Digo Sempre

O pedido ocorre após serem relatadas ameaças aos promotores e ao juiz da 100ª Zona Eleitoral de Campos
"A situação de Campos é gravíssima e exige esforços conjuntos de todos os órgãos de perseguição e do Judiciário", afirma o procurador regional eleitoral Sidney Madruga.

Ele encaminhou um ofício à Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), em Brasília, pedindo que o Ministério da Justiça tome ciência, por meio do vice-procurador geral eleitoral Nicolao Dino, de "recentes casos de possível ameaça à segurança dos titulares da 100ª Promotoria Eleitoral e da 100ª Zona Eleitoral", diz a nota divulgada nesta segunda-feira, 21, pela Procuradoria.

No ofício à PGE, é solicitado que o vice-procurador-geral eleitoral também informe aos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os fatos graves reportados pelo promotor e pelo juiz em Campos.

O pedido é mais um episódio envolvendo a prisão de Garotinho, suspeito de liderar um esquema de compra de votos para vereadores e candidatos aliados a ele em Campos por meio do programa Cheque Cidadão - que prevê o benefício de R$ 200 mensais a famílias carentes e teria sido desvirtuado pelo grupo de Garotinho.

Comentários

Questão