Bolsonaro diz que foi muito bem na crise: Imprensa mostra falhas em medidas do Governo Federal para combater crise em Manaus

Com hospitais em estado crítico, Manaus sofreu nos últimos dias por falta de oxigênio para atender aos seus internados pela Covid-19. Em declaração nesta sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que sua gestão fez todo o possível para controlar a situação na cidade.  Reportagens, porém, apresentam uma série de decisões do Governo Federal que teriam sido ineficientes ou potencializado a crise na capital amazonense. Políticos da oposição também fizeram críticas à condução de Bolsonaro.  Fonte: Imprensa mostra falhas em medidas do Governo Federal para combater crise em Manaus /  Twitter

Reinaldo

Ativistas são levados para prestar esclarecimentos um dia antes da Copa







Com os aparelhos de ar-condicionado desligados, o local está bastante abafado, mas, ainda sim, cerca de cem profissionais permanecem no plenário. Durante o período de almoço, foi proibida a entrada de alimentos e bebidas no recinto. O coordenador conta que os professores temem que o episódio se repita durante o período noturno. A ocupação ocorreu durante a sessão plenária desta terça-feira logo após ser rejeitado pelos vereadores o pedido de abertura de comissão processante para analisar o impeachment do prefeito Paulo Garcia (PT). Na manhã desta quarta-feira (11), os professores irão decidir em assembleia os rumos da ocupação e do movimento grevista.
Sem água e energia, professores permanecem no plenário da Câmara de Goiânia | Jornal Opção

Servidores da Saúde de Goiânia entram em greve: A principal reivindicação é o pagamento integral da data-base de 2014 ainda neste ano. Outras questões debatidas foram a segurança nas unidades de saúde, o pagamento do adicional de insalubridade, o cumprimento das deliberações da mesa de negociação, e a publicação do decreto de mudança de vínculo celetista para estatutário dos agentes comunitários de saudade e de combate às doenças endemias.
Trabalhadores municipais da Saúde de Goiânia deflagram greve | Jornal Opção

Paulo Garcia (PT) chamou de “tentativa de golpe” o protocolo que pretendia instalar a comissão processante para analisar o pedido de impeachment de seu mandato, rejeitado na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (10/6). A situação gerou uma indignação “quase que insuperável” para ele por conta da irresponsabilidade, segundo falou durante pronunciamento manhã desta quarta-feira (11/6), no sexto andar do Paço Municipal. 
Paulo Garcia: impeachment foi tentativa de golpe e professores não têm o que reivindicar | Jornal Opção

Padre César relata que esteve no local como amigo dos arquitetos, e não como representante da Igreja Católica. Ele disse que, inclusive, não utilizava batina e estava vestido como uma pessoa comum. "Eles não pediram sacramento, não pediram nada disso, pediram uma oração", afirma. O padre relata ter rezado o Salmo 83 da Bíblia e feito um discurso sobre "a grandeza do amor e o respeito às pessoas".

Conforme as investigações, o ex-diretor da Petrobras ajudou empresas de fachada mantidas pelo doleiro Alberto Youssef a fechar contratos com a Petrobras, incluindo obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Nessa operação, a PF estima que foram desviados R$ 400 milhões da obra, considerada superfaturada pelo Tribunal de Contas da União. A informação foi confirmada por fontes ligadas à investigação. Procurada, a defesa de Paulo Roberto ainda não se pronunciou sobre o bloqueio. A Justiça Federal do Paraná, responsável pelo inquérito da Lava Jato, afirmou que não vai se pronunciar sobre o pedido do Ministério Público da Suíça.

Depois de Barbosa ter anunciado o início do julgamento de ações sobre mudança nas bancadas dos estados na Câmara, o advogado Luiz Fernando Pacheco foi à tribuna e pediu autorização para falar. Pacheco não estava inscrito para falar, mas ele subiu à tribuna mesmo assim. O advogado reivindicou que fosse colocado na pauta desta quarta recurso de Genoino que pede para sair do presídio da Papuda e voltar para a prisão domiciliar. Nesta segunda (10), a defesa já tinha pedido que o caso fosse analisado com "urgência" em razão da suposta piora do estado de saúde do ex-deputado.


Comentários

Questão