O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Flamengo vence, Love brilha e R10 conhece a ira Rubronegra http://youtu.be/O5YX3KqjSF4 @Reinaldo_Cruz @Goianao2012

Foi só por um a zero, mas o Flamengo virou líder do Grupo 2 da Libertadores ao vencer o Emelec pela segunda rodada.

Com um gol do sortudo Vagner Love no início do segundo tempo, o Flamengo nem percebeu que tinha desfalques e cumpriu de forma modesta com seu dever de casa.

O torcedor, que compareceu em grande número ao Engenhão, quase 30 mil pagantes, no entanto, não ficou nada satisfeito com o desempenho irregular do Mengão, muito vaiado após o apito final.

O Rubro-Negro teve um homem a mais em campo por 45 minutos, após expulsão de Marlon de Jesús, e mesmo assim não produziu um resultado mais empolgante para sua torcida.

Quem mais sofreu durante a partida, foi Ronaldinho Gaúcho, que irritou o público em lances pouco produtivos. Foi vaiado quando tinha a posse de bola e ouviu o coro "Ei, Ronaldinho, vai..." apesar da atuação razoável, acima das de alguns companheiros, como Deivid e Negueba, responsável por algumas chances perdidas.

Na saída de campo, o camisa 10 comentou a reação pouco favorável:
- É uma motivação a mais para eu correr dobrado, dar a volta por cima. Minha carreira sempre foi assim - disse R10 aos jornalistas.

Comentários

Questão