Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

Desvio de dinheiro no Araújo Jorge @Reinaldo_Cruz @Radialistarei @Bahiaemquestao @Blog_do_Reis @BUG_SPL @Copa_aespl

"Operação Biopsia" apura desvio de dinheiro na Associação de Combate ao Câncer, que mantém o Hospital Araújo Jorge, referência no Centro-Oeste no tratamento de câncer. Cinco pessoas foram presas por ordem judicial.

Cinco pessoas foram presas durante a Operação Biópsia, deflagrada na manhã desta terça-feira (7), em Goiânia, por suspeita de desviar recursos públicos. A ação do Ministério Público de Goiás (MP) investiga irregularidades na Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG), uma instituição privada de caráter filantrópico que administra o Hospital Araújo Jorge, referência em tratamento oncológico no estado.
Segundo o promotor de Justiça Denis Augusto Bimbati, entre os detidos estão cinco pessoas da administração da entidade e um empresário. No entanto, o MP não divulgou o nome dos suspeitos.
Além dos cinco mandados de prisão temporária, a Justiça expediu sete de busca e apreensão. Alguns malotes foram retirados nesta manhã da sede da associação, no Setor Universitário.
A Operação Biópsia contou com apoio do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar (PM), responsável pelas prisões. As investigações serão conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI).
Por meio de nota, a diretoria da Associação de Combate ao Câncer em Goiás disse que está atendendo a todas as solicitações do Ministério Público, com o intuito de colaborar ao máximo com as investigações. Segundo o comunicado, as unidades administradas pela ACCG (Hospital Araújo Jorge, Unidade Oncológica de Anápolis e Centro Médico Ambulatorial) estão funcionando normalmente.

Comentários

Questão