Comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega recorreram a Jair Bolsonaro, diz The Intercept

Ligações perigosas apontam para relações estreitas entre comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega e o Presidente da República, a matéria intitulada o "O cara da casa de vidro" traz dados que levantam suspeitas sobre Jair Bolsonaro.   O Intercept já havia reportado sobre as escutas em fevereiro, quando mostramos como Adriano dizia que “se fodia” por ser amigo do presidente da República, e em março, quando detalhamos a briga pelo espólio deixado pelo ex-caveira. As referências a “Jair” e “cara da casa de vidro” constam em novos documentos recebidos pela reportagem, que, em conjunto com as escutas anteriores, permitem entender a amplitude das relações do miliciano e da rede que lhe deu apoio no período em que passou foragido. Adriano da Nóbrega fugia da justiça desde janeiro de 2019, quando o Ministério Público do Rio pediu a sua prisão, acusando-o de chefiar a milícia Escritório do Crime, especializada em assassinatos por encomenda. Ex-integrante da elite do batalhão de elite

Reinaldo

@acgoficial é o representante maior do futebol goiano @Reinaldo_Cruz @Soccer_Brasil @BUG_SPL @Questao_Brasil #asbug

O Atlético é o único time de Goiás na elite do futebol brasileiro, mas muitos veículos de imprensa parecem não enxergar assim e não é difícil ver nos principais jornais e programas de TV maior destaque para Vila Nova e Goiás que até o momento capengam na série B. A preocupação da diretoria de pelo menos se manter na série A do campeonato Brasileiro, deveria ser de todos os goianos, por que se o dragão se manter lá, Goiás não sairá do mapa do futebol brasileiro. Olhando a tabela da série B, o torcedor não tem esperanças de que os "maiores" clubes do futebol Goiano, Vila Nova e Goiás vão regressar a elite tão cedo.

Comentários

Questão