Relatório do governo lista jornalistas e influenciadores que apoiam ou criticam Bolsonaro

O primeiro grupo é o mais numeroso, com 51 nomes. Os "favoráveis" da lista são 23. E os "neutros informativos", oito. A conta fecha em 82, e não 78, porque há um nome repetido num mesmo campo. Outros três nomes estão repetidos em dois campos. Do total, 44 são jornalistas. Cada nome é acompanhado de um comentário sobre o que a pessoa tem escrito nas redes sociais a respeito do governo e em especial de Paulo Guedes. Em oito casos, há o telefone celular do jornalista. Uma empresa de comunicação contratada pelo governo federal orienta como o órgão deveria lidar com um grupo de 81 jornalistas e "outros formadores de opinião" considerados influenciadores em redes sociais. A medida a ser tomada varia: "o monitoramento preventivo das publicações da influenciadora", o "envio de esclarecimentos para eventuais equívocos que ele publicar" ou mesmo "propor parceria para divulgar ações da Pasta". -------------------------

Reinaldo

Série B @Reinaldo_Cruz #ASBUG #COPAFLAVIOSCALCADOS #SPL

Em um gramado bastante castigado, o Guarani venceu o Boa Varginha por 2 a 0, nesta sexta-feira, no Brinco de Ouro, em Campinas. Com o resultado, o Bugre chega a oito pontos na classificação e mantém uma série invicta de 17 jogos. A última vez que o time paulista conseguiu tal feito foi, em 1994, época em que o clube contava com a dupla Amoroso e Luizão. Marcelinho, que marcou contra, e João Paulo anotaram os gol do Guarani. Após passar a sua sede de Ituiutaba para Varginha, a sexta-feira marcou a mudança oficial de nome do Ituiutaba, que passou a ser chamar Boa Esporte Clube. Pelo lado do Bugre, o time atuou com o objetivo de manter uma invencibilidade que já dura desde março, sem saber o que é uma derrota. São oito vitórias e nove empates.

Comentários

Questão