Comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega recorreram a Jair Bolsonaro, diz The Intercept

Ligações perigosas apontam para relações estreitas entre comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega e o Presidente da República, a matéria intitulada o "O cara da casa de vidro" traz dados que levantam suspeitas sobre Jair Bolsonaro.   O Intercept já havia reportado sobre as escutas em fevereiro, quando mostramos como Adriano dizia que “se fodia” por ser amigo do presidente da República, e em março, quando detalhamos a briga pelo espólio deixado pelo ex-caveira. As referências a “Jair” e “cara da casa de vidro” constam em novos documentos recebidos pela reportagem, que, em conjunto com as escutas anteriores, permitem entender a amplitude das relações do miliciano e da rede que lhe deu apoio no período em que passou foragido. Adriano da Nóbrega fugia da justiça desde janeiro de 2019, quando o Ministério Público do Rio pediu a sua prisão, acusando-o de chefiar a milícia Escritório do Crime, especializada em assassinatos por encomenda. Ex-integrante da elite do batalhão de elite

Reinaldo

Neymar descarta duelo pessoal com Messi @Reinaldo_Cruz @Questao_Brasil @Blogdozurc @CopaFlavios @Copa_aespl #ASBUG #VINODOESPORTE

O craque aproveitou a ocasião para acalmar os torcedores santistas quanto ao seu futuro. "Ouvi falar sobre [propostas do] Real Madrid, mas não estou sabendo de nada, nem meu pai, nem meus agentes. Então minha cabeça é no Santos". Já o meia Elano projeta um trio santista na seleção, com ele, Neymar e Ganso. "A gente está indo para procurar fazer o melhor junto com o grupo. Se tivermos a possibilidade de jogarmos juntos, seria muito legal. Nossa amizade pode ajudar muito", afirmou. Assim como Neymar, o jogador falou na emoção em colocar o seu nome na história do Santos com a conquista da Libertadores deste ano, o terceiro na história do clube alvinegro. O atacante Neymar descartou um duelo pessoal com Messi em um possível confronto entre Brasil e Argentina na competição.

Comentários

Questão