scrolldelay="3000">

QB TV

Arquivo do blog

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Turbulência no Legislativo: Sete vereadores vão à Justiça exigir nova eleição na Câmara de Goiânia – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Mandado de segurança proposto por Jorge Kajuru (PRP) recebeu apoio de parlamentares, que denunciam interferências


Para justificar o pedido de impugnação da eleição do dia 1º, Kajuru elenca, ainda, o regimento da Casa, que impede a presença de pessoas alheias no plenário. 

“De acordo com o artigo 56 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Goiânia, que trata da realizações de sessões ordinárias, somente podem permanecer na parte interna do plenário, os funcionários para secretariar os trabalhos; representantes da Imprensa e convidados pela Presidência”, lembrou. 

 Além de Wladimir, o deputado estadual Bruno Peixoto (PMDB); os secretários de Governo e de Planejamento da prefeitura de Goiânia, Samuel Almeida e Agenor Maiano, respectivamente; e a ex-vereadora Cida Garcêz (PMN) teriam ficado até a sessão ser suspensa, por volta de 3 horas da manhã de segunda-feira (2). 

Força 


O mandado de segurança impetrado por Kajuru recebeu apoio de pelo menos outros dez vereadores. Seis assinaram em conjunto a ação: Priscilla Tejota (PSD), Dra Cristina (PSDB), Elias Vaz (PSB), Cabo Senna (PRP), Paulo Magalhães (PSD) e Milton Mercez (PRP). 

 Outros quatro foram arrolados como testemunhas de que, realmente, Wladimir Garcêz e representantes de grupos econômicos comandaram reuniões: Romário Policarpo (PTC), Sargento Novandir (PTN), Wellington Peixoto (PMDB) e Paulinho Graus (PDT). 

 Presidente da Câmara de Goiânia, Andrey Azeredo (PMDB) está em viagem e não atendeu aos telefonemas do Jornal Opção.

  

Pesquisar este blog

Seguidores