scrolldelay="3000">

QB TV

Arquivo do blog

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Segurança Publica em Goiás é caso de polícia

Torcer contra qualquer movimento em prol das melhorias na área de segurança é torcer contra si mesmo, uma vez que os bandidos estão ficando cada vez mais à vontade para aterrorizar o cidadão de bem. 

Estamos todos no mesmo barco, independente de gostar ou não do Governo, se é de partido "A" ou "B", não importa o momento é delicado e a vida de todos nós esta em jogo. 

Os bandidos estão praticando suas maldades a qualquer hora do dia ou da noite, estão matando por uma mixaria ou um aparelho celular. A hierarquia diz que Joaquim Mesquita é subordinado a José Eliton, Vice Governador e ambos são subordinados a Marconi Perillo, o Governador, que é quem tem a última palavra e a varinha de mágica que atende pelo nome de caneta, instrumento que ele nem sequer se lembrava que tinha. 

O Governador agiu, mas como houve apenas mudança de cadeiras dentro do Governo, as decisões que levem as soluções continuam nas mãos das mesmas autoridades num grau diferente, mas ainda assim nas mãos dos mesmos que não vinha resolvendo nada... 

Tomara que além de mudar os assentos, os gestores mudem a atitude e a postura em relação a insegurança que vem tomando conta do estado. Os índices de violência são alarmantes no país inteiro, mas este argumento não pode servir de desculpa para justificar as mortes, assaltos e o terror que ocorrem em Goiás. 

Podemos ter uma vantagem em relação ao resto do país, ainda que pese o fato de não termos dinheiro disponível para investir, mas para quem tem inteligência para buscar soluções quando se sabe onde estão os problemas, isso é fichinha. 

Já foram detectados os pontos nevrálgicos da questão, seja pela falta de efetivo das polícias, passando pelas rondas ostensivas, até a falta de estrutura das cadeias e presídios do estado. 

A legislação frouxa é um gargalo de responsabilidade dos representantes do povo no Congresso Nacional, esta passando da hora de unirmos forças para exigir dos representantes goianos ações que promovam uma ampla reforma no Código Penal, e não temos que olhar a cor partidária de quem tem a obrigação de resolver esse problema, afinal de contas do jeito que as coisas vão, todos nós, autoridades ou não, estaremos a mercê de um bandido a qualquer momento em Goiás, e o dia que isso ocorrer sentiremos na pele o drama de que perdeu um ente querido ou ficou traumatizado por causa da criminalidade. 

Estamos na torcida sim, para que José Eliton sai da zona de conforto, tenha realmente voz ativa à frente da Secretaria de Segurança Publica e tire todos nós deste caos. A voz de comando é do Governador Marconi Perillo, de quem esperamos uma postura firme para solucionar os problemas que estão se avolumando a cada dia, se as ações não forem contundentes contra o crime, nós vamos continuar na berlinda, vivendo cada vez com mais medo, aterrorizados mesmo. 

São nossas vidas que estão em perigo, independente de preferência partidária, ideologia ou se não esta nem ai para o quem decide o que fazer à respeito. 

Pense nisso antes de criticar ou elogiar estas mal traçadas linhas.

Pesquisar este blog

Seguidores